Toxina Botulínica – Botox®

Principal aliada dos médicos no tratamento não cirúrgico estético da face.

A toxina botulínica é uma neurotoxina proteica da bactéria Clostridium botulinum. Quando utilizada em pequenas quantidades, a toxina injetada nos músculos-alvo provoca denervação química localizada. Isso reduz temporariamente as contrações musculares e suaviza as rugas cutâneas nas áreas de tratamento.

Possui seu espaço dentro da medicina há mais de 30 anos, porém passou a ser utilizada para fins cosméticos há aproximadamente 10 anos e desde então sua utilização tem só aumentado. Segundo estatísticas da Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos, a toxina botulínica tornou-se o procedimento cosmético minimamente invasivo mais utilizado, com mais de 3 milhões de tratamentos realizados anualmente.

O tratamento estético da face com toxina botulínica está indicado em pacientes com rugas faciais e marcas de expressão intensas independentemente do sexo ou idade. Visa à suavização da pele e elevação de determinadas regiões faciais o que gera uma expressão mais leve, harmônica e descansada.  É um procedimento simples, rápido e seguro, quando realizado por profissional capacitado, podendo ser realizado no consultório.

A toxina, diluída em soro fisiológico, é injetada através da pele, em pontos específicos da face, escolhidos de acordo com as necessidades de cada paciente. Para isso utiliza-se uma agulha muito fina gerando para a grande maioria dos pacientes um discreto incomodo perfeitamente suportável. Pacientes mais sensíveis á dor podem utilizar um creme anestésico 30 minutos antes do procedimento, com o objetivo de atenuar o incômodo.

O efeito começa a ser observado nas primeiras 48 horas e aumenta gradativamente nos 10 a 15 dias subsequentes à aplicação, quando se estabiliza. Seu efeito tem em média duração de aproximadamente 6 meses e após esse período a aplicação pode ser refeita.
Não são conhecidas reações alérgicas à toxina botulínica, porém podem ocorrer efeitos transitórios decorrentes da aplicação como: edema (inchaço) e equimose (mancha roxa) no local das injeções. Esses efeitos tendem a regredir espontaneamente nas horas subsequentes à aplicação.
Indiscutivelmente a toxina botulínica, desde o início de sua utilização como tratamento estético da face, tem conquistado cada vez mais adeptos. Altos graus de satisfação são relatados pelos pacientes, o que traduz o sucesso incontestável deste procedimento.